Plaay +5mi de músicasEscute músicas de Maite Perroni onlineplaylists
18 de setembro de 2013

Maite Perroni descarta a possibilidade de posar nua para revistas masculinas

1ecd20761fec11e3b54d22000ab5c4c5_7

Maite Perroni se sente sexy, mas diz que não posaria com pouca roupa para revistas masculinas.

“Eu me sinto confortável, como uma mulher, e uma mulher tem várias facetas e, dependendo das circunstâncias, vamos explorarndo cada um deles”, disse a cantora mexicana ao programa Hoy  (Televisa).

No entanto, a ex-RBD esclareceu que a ela não choveram propostas deste tipo, como acontece com outras famosas.

“Não muitas, realmente … acho que não é o meu estilo, simplesmente creio que são momentos, e eu não tenho muitas propostas desse tipo”, disse ela.

Por outro lado, Perroni gosta de se vestir na vanguarda da moda, mas considerando o que lhe cai bem.

“Você tem que aprender a descobrir o que é que faz você olhar bem para você, seu corpo, pele, cabelo, sua cor … Eu acho que a partir disso obtém  mais proveito “, disse ela.

A cantora estará viajando para  América Latina na próxima semana, promovendo seu álbum solo de estréia, Eclipse de Luna.

Créditos: MaiPerroni.org (Tradução e Adaptação) Fonte: People en Español

Camila Cabral

Uma menina/mulher um pouco tímida com grandes sonhos, com amor imenso pela Maite. Uma de minhas paixões dedicar um pouco do meu tempo ao MaiPerroni.org e ouvir música de vários ritmos.


18 de setembro de 2013

VIDEO: Maite Perroni divulga seu CD em Chicago

maiteperronib

 

A atriz e cantora Maite Perroni, concedeu uma entrevista ao canal Univisión, que aconteceu enquanto a estrela estava numa rádio, divulgando seu disco em Chicago, nos Estados Unidos. Confira a entrevista abaixo:

Imagem de Amostra do You Tube

Créditos: maiperroni.org (nota), corymarilena1 (youtube).

 

Talita Fontinele

Sou uma estudante de Engenharia Civil, que tem como uma de suas paixões dedicar tempo para este site, buscando informar da melhor maneira possível todos os fãs da diva da minha vida Maite Perroni.


18 de setembro de 2013

Maite Perroni em entrevista para Dianeris.com

MP

A euforia causada pelo grupo RBD não acabou e agora, Maite Perroni quer compartilhar outros gêneros musicais, diferentes de como a conheceram.

Desta forma, a cantora incluiu em seu primeiro álbum solo Eclipse de Luna, uma variedade de ritmos e gêneros que nunca havia escutado.

“Quero compartilhar com as pessoas as músicas de seus países como vallenato, bachata e merengue”, disse Perroni.

Apesar de ter um grupo de fãs que seguem desde o seu início como artista, a cantora da bachata romântica “Tú y Yo”, confessou se sentir nervosa com esta abordagem musical. No entanto, ela nunca teve medo de fracassar ao inserir  esta música em sua produção.

Para ela, também implementou coreografia de dança sensual em suas apresentações e videoclipe para promoção.

“Toda a minha vida eu dançava, mas de um lugar” amador “porque eu gosto de dançar. Eu estava em aulas de jazz, ballet e salsa, mas quando era adolescente. Para este álbum, retomei minhas aulas de dança no México “, disse ela.

A atriz também comunicou o seu interesse em cantar com outros artistas, mas se recusou a revelar seus nomes para mantê-lo como uma surpresa para seus seguidores.

Mesmo depois de uma carreira de sucesso na telenovela Rebelde, ela foi vista na televisão continuamente com as novelas  Cuidado Com O  Anjo, Mi Pecado, Cachito de Cielo, e na terceira temporada da série de sucesso Mujeres Asesinas, Perroni fez uma pausa por tempo indeterminado da atuação para se dedicar à música. No entanto, ela avisa que já tem propostas mas não aceitará até cumprir o que o seu disco requer.

A mexicana não tem na agenda uma turnê de shows , mas estará promovendo Eclipse da Luna pelo Brasil, México e outros países latino-americanos.

Fotos

Dianeris.com

Créditos: MaiPerroni.org (Tradução e Adaptação) Fonte: Dianeris.com

Camila Cabral

Uma menina/mulher um pouco tímida com grandes sonhos, com amor imenso pela Maite. Uma de minhas paixões dedicar um pouco do meu tempo ao MaiPerroni.org e ouvir música de vários ritmos.


16 de setembro de 2013

Maite Perroni em entrevista a revista ‘ParaTodos’

maite-perroni-para-todos-2013-inside

Maite nasceu na Cidade do México , e morou em Guadalajara até os seus 12 anos e depois retornou com sua família  para a Cidade do México. Lá ela estudou atuação no Centro de Educação Artística, CEA, da Televisa e se forma  em 2003. Ela atua em várias peças e , em 2004, faz parte do elenco da novela “Rebelde “, uma nova versão do aclamado romance Argentino “Rebelde Way” . Com a personagem Guadalupe Fernandez- Lupita, uma adolescente de família de classe baixa que consegue a oportunidade de estudar em uma escola particular. “Rebelde ” teve uma longa carreira na televisão , de 2004 a 2006, com 440 episódios .

O mundo conhece  Maite Perroni na bem-sucedida telenovela ” Rebelde ” , em seguida deslumbra quando é parte do grupo ” RBD ” , que a leva pras Américas, Europa e alguns países do Oriente Médio. O grupo lança nove álbuns com músicas em espanhol , Português e Inglês , vendendo mais de 11 milhões de álbuns em todo o mundo . ” RBD ” conquistou discos de diamante , platina e ouro Depois de anos de sucesso e conquistas inéditas , o grupo decidiu acabar e oferece sua última turnê , em 2008.

Maite retorna as novelas e conseguiu seu primeiro papel na telinha na telenovela “Cuidado com o Anjo ” , com o ator cubano William Levy. O romance torna-se um dos mais bem sucedidos da televisão , lançando a carreira de Maite como atriz. Seus romances ” Cuidado com o Anjo “, ” Mi Pecado “, ” Triunfo Del Amor” e ” Cachito de Cielo “, é hoje transmitida em mais de 130 países em todo o mundo .

No final de 2012 Maite assina contrato com a Warner Music México , a gravadora responsável pelo lançamento de seu primeiro álbum solo. No início de 2013 ela se mudou para Nova York e trabalhou sob a direção de Koko Stambuk na produção de seu álbum .

Maite insere em sua música um novo ritmo, que vão desde pop, bachata e  outros ritmos latinos , tornando-se muito diversificada, divertida e romântica. “Eclipse de Luna ” foi lançado em 27 de agosto e conta com o hit single “Tú y Yo”. “Eclipse de Luna ” marca o retorno musical de Maite Perroni , e certamente o início de uma longa carreira como cantora solo.

 

Entrevistamos Maite e ela falou sobre seu novo álbum, sua carreira e orgulho de origem mexicana.

Parabéns com o lançamento de seu novo álbum, Maite ! Fale -me como o público recebeu sua nova música …

Foi uma grande surpresa, me deu grande prazer ver que eles gostaram muito. Meus fãs têm sido muito favoráveis ​​, me apoiam muito para que as estações de rádio toquem minha música , e tem sido muito leal ao lançamento do álbum e do single. Me sinto com sorte de ter fãs como eles, porque mais do que fãs, somos amigos e estão sempre lá com uma energia boa e muita solidariedade.

Seus fãs através de redes sociais são incríveis e sempre nos pediu para sair na capa , o que significa este apoio para você como artista?

Isso significa muito , significa muito amor , isso significa muita responsabilidade e isso significa um grande compromisso com eles.

Você pode nos contar sobre o seu single ” Tú y Yo” , onde você canta bachata, algo diferente para você …

É um estilo que eu gosto de ouvir e dançar , em geral, todo o álbum é um musical que eu gostaria de ouvir e que eu gosto musicalmente interpretar. Não é um único álbum bachata, é um álbum de música latina, bachata e outros gêneros que você ouve e difusão de vários ritmos . É um álbum que tem um monte de variedade.

Onde você sonha levar o disco , você gostaria de fazer turnê?

Estarei principalmente na Cidade do México fazendo promoção, em seguida, e fui para os EUA, então Porto Rico e Brasil . Consecutivamente estarei visitando cada um dos países onde o disco tiver  lançamento. Estarei fazendo promoção do álbum antes de fazer shows.

Conte-nos sobre o ” Eclipse de Luna ” …

O álbum tem 13 músicas e conta com o apoio de bons compositores como Claudia Brant, Koki , Angela Davalos , Carlos Lara e muitos mais. Estou muito feliz , de estar com um projeto de boa qualidade em mãos, me parece incrível , eu tenho a sorte de contar com talento de muitos bons compositores e de pessoas que tem trajetórias muito importantes em suas carreiras e que me dá apoio muito grande. A verdade é que há temas para todos. Existem temas divertidos , temas românticos existem assuntos alegres , amor e decepção , há para todos os tipos de momentos . As pessoas podem se identificar com cada uma das músicas e eu gosto muito disso , que as pessoas se identificam com a música.

O que isso significa para você o título do álbum ?

” Eclipse de Luna” é o título de um dos temas que eu mais gosto do álbum. A lua é um símbolo muito importante para mim , eu adoro isso . Me encanta que possa se chamar assim o disco , porque é uma fusão de muitas coisas e é um eclipse no final. É uma nova etapa na minha vida com um foco na minha música .

Que tipo de música você gosta de ouvir ?

O que no momento me faz sentir bem , há álbuns que eu gostei muito como “Palabras Del Silencio “, de Luis Fonsi , o escutava completo do início ao fim , amava cada canção. Eu também gosto muito do álbum do U2 , intitulado ” Pop ” , foi um dos primeiros álbuns que ouvi completo e eu sabia todas as músicas. Na época, eu gostava de The Smashing Pumpkins , imagine , era uma rockera  aos 13 anos, ouvia a sua música o dia todo. Eu escuto de tudo , geralmente ouvir todo tipo de música , eu não apenas um.

Cada um dos membros do RBD alcançou o sucesso quando acabou a novela e grupo musical , o que você acha que foi a razão para tal sucesso?

Acho que foi a conexão com o público e também que todo mundo tem sido genuíno e cada um é como é . Eu acho que quando você faz algo com amor e paixão , o resultado é este .

Anahi e Dulce Maria tem alcançado sucesso como artistas solo após o RBD …

Obviamente, eu estou feliz porque cada uma tem se realizado profissionalmente no gostava e cada uma fez o que queria. Eu acho que é muito bom, porque todos nós temos o potencial para se tornar o que somos apaixonados . A canção ” Me Hipnotizas ” da Anahi eu amo. Estou feliz , porque no final todo mundo está fazendo o que querem e estão a trabalhando , e isso é o mais importante.

Você quer continuar fazendo novelas e música ao mesmo tempo ?

Eu não acho que eu tenho que lutar com qualquer uma das duas áreas , acho que ambos deram-me muito e nas duas eu me desenvolvi . Felizmente, eu posso fazer o que eu gosto , então eu acho que é importante para dar o seu tempo para cada um. Neste momento, o meu disco é a minha prioridade , mas  no futuro posso voltar a televisão para fazer uma novela , ou vice- versa.

Conte-me sobre o sucesso de seu romance, ” Cuidado com o anjo” …

Foi um projeto muito importante para mim , foi o começo de uma nova etapa , foi responsável , obviamente, da possibilidade de seguir o meu próprio caminho e de um lugar muito diferente , porque era uma grande responsabilidade ser a protagonista e era primeiro projeto estava usando como independente claro que foi uma grande responsabilidade. No final, me deu segurança e muita satisfação , porque é um romance que ainda é muito bem recebido. Já faz quase cinco anos e continua a ser uma história que as pessoas aceitam que as pessoas querem . Fico feliz porque já chegou  no Brasil , Espanha , Europa, América do Norte e muitos lugares a transmitiu uma segunda e terceira vez em cada país, então imagine, eu estou muito feliz que eles gostam do que nós fizemos.

É incrível o quanto você pode ter o sucesso de uma novela …

É impressionante a difusão que há.

 Você tem alcançado muito sucesso trabalhando com William Levy na telinha …

Fizemos uma boa equipe.

 Vamos falar sobre suas origens  mexicanas  e que você mais gosta de  seu país …

México, meu México é a minha paixão , a minha vida . É uma cultura multifacética é uma cultura que tem muito para dar. É um país muito rico em muitas áreas e eu amo fazer parte desta comunidade. Eu realmente amo o meu país , o seu povo , eu gosto de tradições , sinto-me com sorte.

Créditos: MaiPerroni.org (Tradução e Adaptação) Fonte: ParaTodos.com

Camila Cabral

Uma menina/mulher um pouco tímida com grandes sonhos, com amor imenso pela Maite. Uma de minhas paixões dedicar um pouco do meu tempo ao MaiPerroni.org e ouvir música de vários ritmos.


16 de setembro de 2013

Maite Perroni fala com exclusividade para o SBT World

1170797_167360810120074_1881195962_n

O SBT World, que é nosso parceiro aqui no site, esteve nos bastidores do Domingo Legal no dia 08 passado, onde puderam conversar um pouco com Maite Perroni. Confira o vídeo abaixo, onde eles introduzem os fãs com algumas informações gerais e depois mostram a pequena entrevista filmada:

Imagem de Amostra do You Tube

Créditos: SBT World.

Fábio Correia

Sou estudante de Arquitetura e Urbanismo na UFAL. Webdsesign pra mim é uma paixão, que coincidentemente nasceu através do grande amor que sinto por Maite Perroni. A vontade de informar os outros fãs, fez sugir o MP.org :)


14 de setembro de 2013

“Quero aprender a sambar com Thiaguinho”, diz a ex-RBD Maite Perroni

PQAAALiW9PjygJj5tgGcoLfUO0ya-Ym13PDlLyIm93jYRLyuCDliqTR3xx2qpKur7OGtoy2_kG1omESEFS0TRIJJFbUAm1T1UJFlkE-zhFBFXS-hLw5Na9kgsPsO

Conhecida por seu trabalho na versão mexicana de RebeldeMaite Perroni não sente falta dos dias de glória ao lado de Anahí, Dulce María, Alfonso Herrera, Christopher Uckermann e Chrístian Chávez. A morena já protagonizou outras novelas desde o fim do sucesso teen e agora se dedica ao seu primeiro CD solo, Eclipse de Luna. Em conversa com o R7Maite abriu o jogo sobre os duetos com Luan Santana e Thiaguinho, mulheres poderosas, como Anitta, e também sobre os tempos de RBD. Confira a entrevista completa com Maite Perroni.

R7 – Maite, é a primeira vez que você veio ao Brasil após o fenômeno RBD. Como está sendo essa passagem por aqui?

Maite Perroni - Está sendo ótima, estou aproveitando muito o Brasil, tenho recebido carinho de todo mundo. Estou muito emocionada e feliz por estar aqui.

R7 – Em seu primeiro CD solo, o Eclipse de Luna, você fará duetos com Luan Santana e Thiaguinho. Você já conhecia o trabalho deles?

Maite - Gosto muito do trabalho dos dois e é por isso que me pareceu uma boa fazer uma parceria com eles. Fiquei muito feliz por eles terem aceitado o convite. O primeiro single do disco vai ser Inexplicable, música que canto com Thiaguinho e, mais para frente, saberei qual será a música que cantarei com Luan. Eles são dois cantores diferentes, que se encaixam perfeitamente no projeto que estou montando. Eles têm tudo a ver com o Eclipse de la Luna, já que o disco é uma fusão de gêneros latinos.

R7 – Você conhece bastante música brasileira?

Maite - Bossa nova me fascina, mas adoraria aprender a dançar samba. Acho que o Thiaguinho sabe dançar samba, ele pode me ensinar. [risos].

R7 – E Inexpicable, a música que cantará com Thiaguinho, fala sobre o quê?

Maite – É uma canção muito bonita, porque fala de quando você se apaixona de surpresa. Você não está esperando o amor, tudo está sem graça, e, de repente, um dia você se apaixona. É uma música muito romântica que fala do que você sente quando se apaixona por alguém e não pensa em mais nada, apenas sente.

R7 – Em Tú y Yo, o single promocional de Eclipse de Luna, você fala da mulher que não quer saber do ex-namorado. Você quer passar essa mensagem no seu CD, da menina poderosa?

Maite - Sim, no meu disco tem muitas músicas assim. Em geral, é um disco que fala de amor, de desilusão e da força que a mulher tem depois que termina o namoro. Você termina com um namorado, está super triste e, de repente, percebe que está mais bonita do que nunca, que se diverte mais sem ele, que tudo é muito melhor do que antes, que já não sente falta do ex-namorado. Então, é isso que quero passar com as minhas músicas.

R7 – Aqui no Brasil temos a nossa “poderosa” também, a Anitta. Você conhece a música dela?

Maite - Não conheço o trabalho da Anitta, mas vi um comercial com ela e achei bem interessante, chamou a minha atenção. Gostaria de conhecê-la.

R7 – Agora, voltou a passar Rebelde na TV. O que você acha de ter a sua imagem tão ligada ainda a esse projeto?

Maite - É incrível que, com Rebelde, pudemos chegar ao mundo todo e que pudemos espalhar a nossa cultura, foi uma ótima fase da nossa vida. Fico muito feliz em saber que está passando Rebelde e também Cuidado com o Anjo, a minha primeira novela como protagonista. As personagens Lupita e Malu são completamente diferentes, e é ótimo porque mostra como sou como atriz mesmo.

R7 – Você sente falta da loucura e da época de RBD?

Maite - Não sinto, não. Na verdade, aproveitei muito a fase de Rebelde e, desde então, não parei de trabalhar, fiz novela, filme. Mas estou contente com o que estou fazendo agora, com o Eclipse de luna.

R7 – Você ainda se encontra com os outros protagonistas por aí?

Maite - Não, quase não nos vemos. Sempre nos demos muito bem, mas cada um seguiu seu rumo, foi fazer as suas coisas, estão todos ocupados e trabalhando. Às vezes, nos encontramos nos eventos, mas bem de vez em quando.

R7 – Você morou cinco meses em Nova York para gravar o CD. Como foi essa experiência?

Maite - Sim, gravei em um estúdio muito famoso de Nova York, que fica na Times Square, onde já tocaram Shakira, Rihanna, Mariah Carey e outros artistas. Quando entrava no estúdio, pensava: “Ai meu Deus”. São estúdios super importantes, com gente muito profissional, estava muito feliz, mas nem pensava muito nisso. Estava feliz por viver aquele momento, aproveitava cada instante, vendo o meu CD finalmente sair do papel.

R7 – Você citou Shakira, Rihanna… Alguma dessas divas do pop influenciou ou serviu de referência para o Eclipse de Luna?

Maite – Tem muita gente que admiro, mas este disco não foi feito pensando em ninguém. Foi um disco para música latina, com diferentes gêneros, não pensando em imitar ninguém. É um disco que traz ritmos quentes, balada, pop e não se inspira em ninguém. É uma proposta diferente e espero que as pessoas gostem.

R7 – Com esta correria, viagens para divulgar o CD, como você faz para se cuidar?

Maite - É impossível manter uma vida saudável! [risos] É muito difícil, você come mal, nunca tem horário fixo, toma café às seis da manhã e depois volta a comer lá para as seis da tarde. Não faz bem, eu sei, mas é bem difícil mesmo [risos].

R7 – Qual conselho você daria para as fãs que se inspiram em você?

Maite – O mais importante é que elas se aceitem como são. Não tentem ser nenhuma outra pessoa. Os padrões de beleza estão nas revistas, mas cada pessoa tem coisas lindas que são só delas. O mais importante é que possamos nos aceitar como somos, os outros vão nos ver como somos e, a partir daí, poderemos conquistar o mundo

Créditos: R7.Com

Camila Cabral

Uma menina/mulher um pouco tímida com grandes sonhos, com amor imenso pela Maite. Uma de minhas paixões dedicar um pouco do meu tempo ao MaiPerroni.org e ouvir música de vários ritmos.


13 de setembro de 2013

Maite Perroni apresenta seu ‘Eclipse de Luna’

1234943_528385653898300_957502784_n

“Y soy rebelde, cuando no sigo a los demás, y soy rebelde…”. Independentemente da idade, a maioria das pessoas de uma geração já ouviu estes versos pelo menos uma vez na vida, afinal, eles foram responsáveis por cativar milhões de jovens pelo mundo.

Poucos anos atrás, em 2004, o grupo formado na ficção pela novela “Rebelde” ganhou força e ultrapassou a fronteira das telinhas e do México. Anahí, Maite, Dulce Maria, Alfonso Herrera, Chrístian Chávez e Christopher Uckermann viajaram para mais de 23 países, vendeu mais de 66 milhões de discos, o que rendeu o título de fenômeno da música mexicana.

Os anos se passaram e com o fim da novela, o grupo se dissipou. Após quatro anos, Maite Perroni, que durante esse tempo se dedicou exclusivamente a novelas, volta ao ramo musical e está prestes a lançar seu CD “Eclipse de Luna”, que deve chegar à lojas do Brasil em novembro.

Em entrevista exclusiva ao Shopping News, ela conta como está a nova fase da carreira, o conteúdo do lançamento, e as parcerias que irá fazer com Thiaguinho e Luan Santana para a edição brasileira de seu trabalho.

Quando você decidiu voltar com a carreira de cantora?

Desde que o grupo RBD terminou pensava qual seria o melhor momento para voltar a me dedicar à música, e decidi me dedicar quatro anos exclusivamente à televisão. Mas, enquanto isso planejava  e trabalhava o disco. Na verdade, sempre o tive em mente. Comecei a trabalhar com ele há nove meses, e agora  estou com o material pronto para compartilhar com meus fãs.

Fale um pouco das músicas que compõem o “Eclipse de Luna”.

O “Eclipse de Luna” é um disco basicamente de música latina, com distintos gêneros. Há ‘vallenato’ [estilo de música proveniente da Colômbia], balada, dance, pop, bachata [ritmo que nasceu nas favelas da República Dominicana, como se fosse uma espécie de híbrido do bolero], enfim, uma mescla de muitos gêneros latinos.

E qual será a música de trabalho aqui no Brasil?

Aqui no Brasil vou trabalhar com a música “Inexplicable”, que será um dueto gravado com o Thiaguinho. O Luan Santana também cantará uma canção comigo. E me dá muito prazer porque são dois artistas brasileiros muito importantes. Dois jovens que interpretam e representam bastante o que é ser latino.

Esses duetos estarão presentes somente na versão brasileira do CD?

O disco tem as mesmas canções que a edição do México. A diferença é que na brasileira haverá os duetos com o Luan Santana e o Thiaguinho. Mas eles vão cantar músicas minhas, que já estão no disco.

De onde veio inspiração para escolher as músicas que fariam parte do repertório do álbum?

As experiências que vivi, os amores, desamores, a ilusão. Esses sentimentos que moveram as escolhas neste CD.

O material conta com composições de sua autoria?

Fiz quatro músicas em parceria com Koko Stambuk  que são: “Eclipse de Luna”, “Melancolia”,” Tu y Yo” e “Cangrejos”. A ideia do disco é que ele seja com 100% de canções inéditas. Planejo um DVD com show, mas isso futuramente.

E como está agenda de shows?

Neste momento não estou preparando shows, só em fase de viagens para fazer a promoção do meu disco. Agora volto ao México, e depois vou a Chicago dia 15 de setembro para a festa das Pátrias e independência e festejar com todos os latinos e mexicanos que estão nos Estados Unidos. Depois volto ao México para planejar a turnê, que deve passar por diferentes países da América Latina, inclusive o Brasil.

Em relação à música, qual é a diferença da Maite da época do RBD para a Maite de hoje?

Bom, definitivamente é distinto. Estou em uma outra etapa e tenho a oportunidade de fazer o disco que queria fazer e compartilhar com o público a música que eu gosto. Minhas influências  são pura e simplesmente latinas.

Você vai dar uma parada nas novelas? Como está seu lado atriz?

Neste momento focarei no disco, mas com certeza vou voltar para as novelas em algum momento, porque sou apaixonada por isso. E faria novamente a junção de novela e música com tranquilidade. Gosto muito de fazer os dois.

Qual é a sua relação com o nosso país?

Os brasileiros, para mim, são superimportantes. São um apoio fundamental e é um país que eu amo muito, porque sempre me deu muito amor durante esses anos. Gosto muito desse carinho que têm comigo. É especial.

Com tantas conquistas, qual é o seu sonho daqui para frente?

Não sei dizer qual é meu sonho, mas acho que depois de ter trabalhado tanto em meu disco, me dedicar tanto tempo, gostaria muito de conseguir fazer shows por todos os países da América Latina, no México, e me encantaria compartilhar minha música, cantar e dançar muito, porque isso é o que realmente quero fazer, estar no palco com a companhia de todos os meus fãs.

Créditos: Panorama Brasil

 

Camila Cabral

Uma menina/mulher um pouco tímida com grandes sonhos, com amor imenso pela Maite. Uma de minhas paixões dedicar um pouco do meu tempo ao MaiPerroni.org e ouvir música de vários ritmos.


10 de setembro de 2013

Maite Perroni: “Não sou das que sonham em casar”

001~19

A vida para a atriz e cantora Maite Perroni , ex – RBD , é cheia de desafios e uma longa temporada de telenovelas, mas está de volta na frente dos microfones com seu primeiro álbum solo : Eclipse de Luna.

De Miami, e quase pronta para tomar um vôo para Porto Rico para a sua turnê promocional , a mexicana disse ao vivo sobre sua proposta , os seus dias quando não está no ambiente artístico , e que agora está solteira” casamento” com o seu trabalho.

 Do que se trata este álbum?

O que eu quero é ser capaz de me aproximar de diferentes países da comunidade latina , que fazem parte da nossa essência e da cultura. Eu misturei diferentes gêneros ( bachata, pop e vallenato ) .

Seu primeiro single é Tú y Yo e surpreede com bachata . O que lhe dá o ritmo e a dança , sabe dança-lo ?

Para o video preparamos uma coreografia tem a sua piada e realmente gostei. Gosto de dançar  e assim será com cada um dos temas incluídos aqui .

Foi difícil dar o passo para a carreira solo?

Por três anos venho planejando este novo processo. Vem trabalhando silenciosamente , assim fazia novelas , para o momento certo  sair com a música. Agora estou comprometida com o meu album , eu estou feliz de fazer-lo. Há um dueto que mais tarde poderão conhecer, é com um artista que eu respeito .

Continue lendo »

Camila Cabral

Uma menina/mulher um pouco tímida com grandes sonhos, com amor imenso pela Maite. Uma de minhas paixões dedicar um pouco do meu tempo ao MaiPerroni.org e ouvir música de vários ritmos.


5 de setembro de 2013

(Scans/Nota) Maite Perroni evolui com Eclipse de Luna

mp

A partir do video de seu tema Tú y Yo, em que Maite aparece em um edifício abandonado de Nova York dançando sensualmente bachata deixou ver que em esta nova faceta como cantora solo deseja mostrar uma mulher que está disposta a conquistar qualquer coisa. A bela cantora além de dar detalhes de seu disco titulado ‘Eclipse de Luna’ também nos permitiu saber mais da sua vida.

Maite o que te impulsionou a voltar para a música?

Esta inquietude não foi de repente, na realidade é que este processo de fazer um disco solo levou aproximadamente dois anos, e que sucedeu era que nunca disse nada porque queria que tudo estivesse confirmado. Quando terminei a novela ‘Cachito de Cielo’ foi quando comecei a falar deste assunto, porque já estava tudo pronto pra eu ir gravar o disco e então foi quando disse que iria iniciar a carreira solo.

Para fazer isso teve que viver em Nova York?

Sim estive lá por cinco meses porque em Nova York foi feita a gravação de ‘Eclipse de Luna’ meu disco, mas os primeiros três meses estive tendo aulas, porque de alguma maneira era voltar a começar, porque todo este tempo estive diretamente só na atuação, então eu tive que treinar a voz, ensaiar as coreografias  porque este disco implica para mim um grande compromisso com o público.

Como você escolhe seu conceito do disco solo? Eu acho que eu queria desligar -se de tudo o que tinha a ver com RBD.

Eu decidi que eu queria um conceito que era consistente com a minha maneira de pensar e de ser. Eu gosto de escutar todo tipo de música e quando estive no RBD os temas, as coreografias, os estilos era de acordo com a idade que tínhamos, aliás que havia uma história fictícia atrás de tudo isso, que era uma telenovela, assim que para esta etapa não é que queria me desligar por completo do RBD, porque foi uma etapa muito bonita na minha vida, mas passou alguns anos desde que acabou o grupo, assim quis buscar meu próprio estilo e queria me sentir bem nos palcos e como gosto de cantar, dançar me divertir e me conectar com o público. Foi por isso que pensei em fazer um disco do gênero pop latino, e quero dizer que mesmo que o primeiro sigle do disco seja bachata, não é todo disco que é só desse gênero.

Que outros gêneros se encontram neste disco?

Há um canção que muito dance, que se pode dançar em clubes, também há baladas, vallenato e pop todas são de raízes latinas e o que muitos estão escutando no momento.

Foi fácil voltar a música? Suponho que choveram propostas.

Pois não. Eu fui bater nas portas de gravadoras porque quando acabou o RBD, eu disse que ia focar em fazer novelas, e creio que por isso pensavam que nunca ia voltar a música, então fui às gravadoras com uma canção que Carlos Lara fez para mim (compositor de musicas de Flans, Ricky Martin e Magneto) uma canção que se chama Como Yo e desta maneira cheguei a Warner Music e quando escutaram a canção gostaram da proposta que era um pop latino e assim começamos juntos a planejar e a trabalhar sobre o que seria minha volta a música como cantora solo.

Sua intenção nunca foi sair por completo da música?

Não. Porque mesmo estando na atuação me encontrava me preparando para este disco, eu estava atuando trabalhando na minhas telenovelas, mas a música sempre foi parte da minha vida, assim  que agora ver esse disco como cantora solo e ver materializado é um sonho para mim.

Sobre que temas fala suas canções?

É um disco que fala de amor, desamor, infidelidade. Todas as canções que estão nesse disco tem algo a dizer, são temas que muitas pessoas podem se identificar todos temos amado ou sofrido por amor alguma vez em nossas vidas.

Há alguma canção que há se identificado ou tenha dedicatória?

Todos os temas são muitos especiais para mim, mas há dois temas que para ser sincera não tem nada haver com este momento da minha vida, mas todas as canções me lembram de alguma experiência que já tive. Isso esta muito bom, porque no final quando as pessoas escutarem as canções estou segura que vão encontrar uma canção favorita.

Qual o tema mais Lupita D’Alessio, me refiro qual o tema que nos vai fazer chorar?

Como Yo, porque é uma canção forte, porque fala de uma infidelidade, é quando se dá conta que ele deixou de sentir o amor que tinha por você, fala de traição e de tudo o que sente por perder o amor de sua vida.  Por isso creio que este tema quem vai gostar são as chavitas (Fas do Padre Chava de Cachito de Cielo) mas também as mãe das chavitas, tem essa possibilidade de diferentes gerações gostarem.

Você compõe?

Na verdade quando resolvo a compor me encontro muito intensa. Então tenho que aprender a estruturar bem as idéias e os linhamentos que deve ter uma canção, mas nesse caso dava algumas idéias do que queria dizer e os produtores dos discos, que são espertos, iam me guiando e segurando na mão com alguns temas.

Sobre a imagem que mostra nesse disco, estamos conhecendo uma Maite muito mais sensual…

As pessoas acreditam que sou uma pessoa muito terna e na realidade nem sempre sou assim, O que acontece é que as pessoas conheceu a Maite através dos personagens que interpretei nas telenovelas que são muito meninas, sinceras, boas e generosas, porque as protagonistas sempre tem essa doçura e essa parte de serem virgens e puras, assim as pessoas pensam que sou parecida com minhas personagens, sem dúvida, me considero uma mulher muito normal, que tem sensibilidade, mas também tem força, caráter, amor e desejo porque também na vida tive tristezas e desafios.

Então esse disco irá mostrar sua verdadeira personalidade?

Sim, o que vão poder ver é uma Maite desde um ponto de vista mais transparente, porque sou eu que vou cantar e contar uma história e não um personagem.

Teve algum medo de esta etapa como solista? Porque há cantores que fizeram parte de grupos de muito sucesso e quando se converteram em solistas, não se saíram muito bem.

Mais que medo era nervoso. Sou da idéia que tenho que me arriscar a viver esta nova aventura. Tudo pode acontecer, pode ser que esse disco seja um sucesso ou aconteça nada, mas tem que se dar conta que tens que se arriscar. Estou desfrutando de tudo isso e em algumas ocasiões penso que é piada, mas logo creio que é real. Porque se nada acontecer, será muito, porque até onde cheguei como cantora eu sei que coloquei toda minha alma, coração e forças para que aconteçam só coisas boas.

Está de volta a agitação das turnês e dos shows…

Sim, sentia saudades. Com RBD tive a oportunidade de viajar muito, mas já tinha quatro anos que estava nos estúdios de televisão (gravando novelas) e agora voltar a isso para mim é como dar frescura a minha carreira e vida, já sei de que se trata isso e estou encantada de voltar as turnês e poder esta perto das pessoas nos shows.

Seus companheiros de RBD te fizeram algum comentário agora que se lança como solista?

Sim, Anahi e Christian (Chavez) foram incríveis, porque retuitaram minha canção e me mandaram mensagens de muito carinho.

Sentimentalmente como se encontra? Tem namorado?

Não, neste momento me encontro apaixonadíssima desse projeto, estou muito emocionada com este disco assim só estou focada no trabalho, mas se por ai aparecer alguém que eu possa compartilhar essas coisas boas que estão acontecendo, ficarei encantada.

Como gosta que te conquistem?

Creio que seja muito fácil, como toda mulher, que me tratem bem , de dêem carinho, atenção e seja compreensivo e agüentem o ritmo, que agora vou ter uma vida muito ocupada com muitas viagens e apresentações, é complicado ter uma relação formal.

Deixou a atuação?

Gosto de viver o presente e não penso em planejar muitas coisas, no momento vou me dedicar neste disco se puder combinar com algum trabalho de atuação não terei problema. Eu creio que é importante nutrir as duas facetas na minha carreira.

Todos Scans dessa entrevista está em nossa galeria —> AQUI <—

Créditos: MaiPerroni.org (Tradução e Adaptação) Fonte: Excelsior Teve

Camila Cabral

Uma menina/mulher um pouco tímida com grandes sonhos, com amor imenso pela Maite. Uma de minhas paixões dedicar um pouco do meu tempo ao MaiPerroni.org e ouvir música de vários ritmos.


28 de agosto de 2013

Maite Perroni eclipsa com sensualidade

sesion-caras-3769-1

Maite Perroni arriscou a se aventurar em um novo gênero, bachata, que pretende eclipsar os corações de seu público para começar a criar uma história junto com seu novo álbum Eclipse de Luna, que já está a venda em todas as lojas do México.

“Cada passo que você dá na vida é um risco, mas se você acredita no que você faz e ter convicção  as coisas funcionam.” É diferente, mas eu gosto dele como qualquer gênero ” a cantora disse na conferência.

Quanto ao seu retorno no palco explicou que nunca se afastou de tudo, já que em cada novela interpretou um tema, ” mas agora as coisas voltaram a música, felizmente posso me desenvolver em várias áreas, acho que não há melhor escola que os palcos. “

Perroni quer eclipsar os corações com seu primeiro álbum solo, “Esse projeto para mim é um eclipse, é uma fusão de muitos sentimentos, histórias e momentos.”

O material é composto por 12 faixas escritas por grandes compositores como Koko Stambuk, Carlos Lara, Coti e a mesmo Maite, que disse que ela estava muito abrigada pela sua equipe e que ela colocou “um pouco de mim.”

“A seleção dos temas foi feita a partir de novembro do ano passado, e essa parte é difícil, porque você nunca sabe se faz o correto, e deixar-se levar pelo que sente e tem que ficar só com 12 músicas”, disse Perroni que com seu vídeo de “Tú y Yo” chegou a dois milhões de visualizações no YouTube.

A atriz disse que o álbum é uma viagem musical através de diferentes ritmos que acabará por resultar em um toque 100% latino

“Bachata evidentemente predomina, mas são quatro canções com este gênero muito diferentes uns dos outros, no entanto, ballenato me agrada muito e gostei muito de interpretar esses temas, porque são ritmos que eu ouço todos os dias “.

Thalia e Enrique Iglesias são figuras que usaram estes ritmos latinos, então Perroni disse que esse gênero tem formado a história musical a muito tempo: “Eu acho interessante que há artistas que se atrevem a colocar em alto a música latina”

Por fim, ela disse que não vê como algo provável o reencontro  do RBD , uma vez que ela não recebeu nenhum convite  e também cada um de seus antigos colegas de banda têm projetos pessoais, por isso seria difícil para um reencontro.

Este fim de semana Maite Perroni viaja para San Antonio para participar do festival da revista People en Espanhol e no final do ano vai começar com as apresentações.

Créditos: MaiPerroni.org (Tradução e Adaptação) Fonte: Esmas.com

Camila Cabral

Uma menina/mulher um pouco tímida com grandes sonhos, com amor imenso pela Maite. Uma de minhas paixões dedicar um pouco do meu tempo ao MaiPerroni.org e ouvir música de vários ritmos.