Maite Perroni fala sobre as críticas que Cachito de Cielo recebeu

Maite Perroni fala sobre as críticas que Cachito de Cielo recebeu

08/08/2012 0 Por Camila Cabral


Maite Perroni
desmentiu as críticas que têm sido feitas à telenovela Cachito de cielo, a qual ela protagoniza; ela explicou que a intenção da história é apenas entreter e não fazer uma crítica ou piada da religião católica.

Ao ser questionada sobre a confusão que a novela tem provocado nos telespectadores o fato de que um padre tente conquistar uma jovenzinha, a atriz indicou que tudo está sendo feito com absoluto respeito às crenças das pessoas, as quais ela também professa.

“Cachito de cielo é uma história que desde o princípio foi feita para que fosse uma farsa, uma comédia, uma história em que um jogador de futebol morre e ao chegar ao céu o voltam à Terra em forma de um padre, e o divertido é que um padre esteja envolvido em tantos problemas. Jamais foi feita com o sentido de ofender nada, nem ninguém”, detalhou.

Maite aclarou que os que já compreenderam a trama da história cada vez se engajam mais e não julgam sem bases, porque a intenção da produção jamais foi etiquetar ninguém e pouco a pouco terá mudanças drásticas, tal como desde o começo se planejou.

A ex RBD apontou que o padre de sua história, interpretado por Pedro Fernández, não tem a vocação para ser padre e jamais fez essa promessa para ser, ele é outra pessoa que está metida neste corpo diferente, sem nenhuma malícia.

“Não se trata de manchar a imagem de ninguém, nem de que creiam que um padre é super galanteador, ele é um padre em apuros. Está metido em um corpo diferente e não sabe como sair dele”, indicou.

Assim sendo, comentou que está contente de ter a oportunidade de fazer essa ficção na televisão, porque isso a permite manter uma imagem fresca, em um projeto que engloba o que necessitava, porque ela também canta.

A jovem atriz aclarou que a história irá mudando e o mais importante é que a história cumpre o objetivo  de que as pessoas desfrutem uma história diferente. “Como actriz não se pode mudar o rosto, nem a voz, por isso aproveito cada personagem; com Renata, me dou o luxo de gesticular mais expressões”.

Créditos: MP (tradução e adaptação) Fonte: Diario Basta