Maite Perroni se pronuncia diante situação da Amazônia

Nós brasileiros sabemos muito bem que nossa Amazônia está em chamas a mais de 3 semanas. É um fato comum no país durante essa época do ano por conta da pouca chuva, acontece que essa queimada que vem acontecendo já passou do normal e está destruindo o pulmão do planeta.

Nossa Amazônia é responsável por 20% do nosso oxigênio e infelizmente vem sofrendo com uma grave queimada que está matando tanto a maior vegetação, como várias espécies de animais que viviam nesses terrenos. A situação está tão grave que o efeito dessa queimada atingiu a maior cidade do país (São Paulo) onde em plena 15H da tarde a cidade inteira escureceu, o dia simplesmente virou noite e milhares de pessoas internacionais começaram divulgar em suas redes imagens e instituições em apoio da Amazônia para que possamos dar atenção à essa situação do nosso país.

Infelizmente nosso presidente e a mídia  não estão preocupados, pois não focam muito no assunto. Quando a igreja de Notre Dame queimou milhões de bilionários se juntaram e em menos de dois dias juntaram mais 218 milhões de dólares para reconstrução. Agora uma parte do planeta fundamental para nossa sobrevivência não está tendo a devida atenção e importância.

Maite Perroni fez questão de demonstrar seu apoio ao nosso país e  chamar a atenção para o que está acontecendo, através de suas redes sociais ela compartilhou as seguintes frases e vídeos:

“Ser parte de um todo nos obriga a ser conscientes do que nos rodeia e valorizar a vida, o mais simples e o mais bonito e real. Cuidemos de nosso planeta, estamos o destruindo!!!! NÃO MAIS! #PrayForAmazonas”.

“Não se valoriza o que se tem até perder…. O que vamos fazer para realmente nos comprometer com nosso planeta e os presentes que a natureza nos dá? O que você está fazendo? Por algo se começa”

Busque uma organização que está em batalha contra essa queimada e ajude você também, ainda dá tempo de salvarmos nossa terra.

Créditos: Site MaiPerroni

One Reply to “Maite Perroni se pronuncia diante situação da Amazônia”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *