A9YH1GXCAAAm2P_.jpg large
Maite Perroni
deu uma entrevista a revista Pásion, onde revelou mais detalhes sobre sua carreira e sua vida pessoal, confira:

Paison: Qual foi o momento mais especial que guarda na memória quando apenas começava sua carreira e que te marcou?

Maite: Eu acho que há muitos momentos que me marcaram e foram importantes em diferentes estágios que eu poderia ir vivendo. O primeiro foi um dia em que estava deixando o casting do Zapping Zone da Disney Channel, porque eu descobri que era isso que eu amava e esta era minha vocação já que antes não havia pensado desta maneira. A partir desse momento eu decidi começar a preparar e crescer como artista.

Paison: Você é uma figura pública que até agora tem mantido uma carreira fora de escândalos e tratadas com grande discrição. Como tem feito?

Maite: é muito importante cuidar do nosso espaço, a nossa privacidade, às vezes é impossível, porque de alguma forma ou de outra, estamos em constante contato com a mídia e estar em ponto de atenção que há  detalhes em ocasiões são expostos e, às vezes  não podemos evitar. Mas ao longo dos anos, é importante para decidir como quer viver sua carreira, eu Maite, decidi viver como um privilégio, como algo que é um presente da vida, eu trabalho duro para conseguir as coisas que eu tenho recebido e é um prazer compartilhar com as pessoas mas também têm que saber até onde podem chegar em sua privacidade, porque  afinal de contas isso é tudo que você tem e dói quando é tocado, então é importante fazer uma diferença e aprender desfrutar sua carreira.

Paison: Depois de um longo dia de trabalho, o que costuma fazer  para descansar e esquecer um pouco da atriz?

Maite: Eu gosto de chegar em minha casa, se falamos de uma dia da  semana que termino o trabalho tarde, então é mais provável que a primeira coisa que quero fazer é colocar o pijama, jantar bem , ver minha família se eles estão acordados se não colocar um filme ou deitar-me e dormir.

Se é um fim de semana, possivelmente, a primeira coisa que vou fazer é ir jantar com os meus amigos, ir ao cinema ou  ficar próxima das pessoas  que são importantes na minha vida, porque quando você está em novela   é muito complicado ver-los e ter tempo para você. Quando não há novela é muito mais fácil de administrar o seu tempo profissional e pessoal.

Paison: Compartilhe conosco uma curiosidade de garota que você lembra e que tem deixado algum aprendizado para ser a mulher que você se tornou hoje.

Maite: Tudo que vive vai marcando sua personalidade, mas se eu pensar em um único momento, não me vem na mente nenhum em especial, que em si a sensação geral é que eu tive a sorte de crescer vendo e admirando as mulheres  que para mim tem sido um exemplo a seguir de coragem , amor, convicção,  mas a entrega de intensidade para a vida e para aqueles que amam. Para mim, este tem sido um bom exemplo, porque quando estamos crescendo podemos cometer erros ou podemos ter sucessos, mas o mais bonito é quando você olhar ao redor e ver essas mulheres que foram pilares como minha avó, minha mãe e minha tia , que são três mulheres que representaram muito para mim. Eu não sei o quão bom ou ruim as coisas que eu fiz, mas pelo menos eu sei que isso é o que eu tenho e é o que me formou hoje por quem eu sou, é uma conseqüência das mulheres com quem fui crescendo.

Paison: Sabemos que você vem de uma família de artistas: seu primo Pablo Perroni é ator e produtor, e suas primas e Fernanda e Gabriela Aldaz Perroni, são atrizes e bailarinas, como é a sensação de ser parte desta diversidade artística?

Maite: Enquanto você pode expressar seus sentimentos e do que você gosta, não importa o  o meio que está, eu estou cercada por pessoas que gostam de dançar e gostam de pintura, e eu acho que essa diversidade tem sido muito bom para mim, porque ela me deu a oportunidade de descobrir o que eu quero ser, eu cresci em um lugar onde a individualidade é respeitada e que predomina sei que a coisa mais importante é fazer o que você ama na vida com coração e muita vontade, o resultado será mais gratificante quando você faz as coisas de interesse. Eu cresci cercada por pessoas que se atrevem a lutar por aquilo que elas amam.

Créditos: MP (tradução e adaptação) Fonte: Pasión


Camila Cabral

Uma menina/mulher um pouco com grandes sonhos, com amor imenso pela Maite. Uma de minhas paixões dedicar um pouco do meu tempo ao MaiPerroni.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *