Oscuro Deseo é uma das séries mais populares da Netflix atualmente, não apenas no México, mas no mundo todo. A história revela personagens complexos e bastante interessantes que navegam entre ser e deveria ser.

Dado o grande sucesso da série, a polêmica que tem causado entre os telespectadores e por ter um elenco muito popular no México, decidimos interrogar dois de seus atores após as filmagens no centro histórico da Cidade do México.

OSCURO DESEO ALÉM DO EROTISMO

Esta história e entrevista nasceram depois de uma sessão de fotos protagonizado por duas das estrelas de uma das séries de maior sucesso da Netflix. Aqui estão Maite Perroni e Erik Heyser com seu último sucesso, Oscuro Deseo.

Nas fotos que você verá poderá passar por pequenos detalhes que os dois protagonistas nos dão, e eles contarão um pouco mais sobre a série que está no top 10 da plataforma desde sua estreia; bem como as razões para vê-lo e porque ela se posicionou no gosto do mundo.

Oscuro Deseo é uma série inteligente, divertida, intrigante e acima de tudo: um thriller, que, como explicam seus protagonistas, “é algo que não se fez (muito bem) no México” e ao qual definitivamente devemos prestar atenção.

Devemos estar longe de balas e do tráfico de drogas e mais perto de roteiros que ressoem com o que estamos vivenciando, e não estou me referindo à sexualidade e à morbidez do sangue, quero ver além disso, observar a personalidade de cada um dos seres humanos que vemos através da tela, e das situações que infelizmente invadem nossos dispositivos: feminicídios, sexismo e machismo.

Esses personagens quebrados e complexos começaram a fluir em tempos turbulentos e de quarentena, então esperamos que eles nos ajudem a entender melhor o mundo para o qual estaremos saindo em alguns meses e, por meio deles, mudem a maneira como vemos a vida.

A SÉRIE TAMBÉM EDUCA

Lembro-me de uma frase que muitos dos baby boomers, gen XersMillennials ouvimos até cansar “educa para a televisão” e, cara, isso faz! Especialmente na ausência de uma criação idealizada.

Para conhecer o ponto de vista dos atores para além das questões clássicas sobre como se prepararam para o personagem? Ou qual foi o seu maior desafio? Pergunto a sua percepção sobre o sucesso e a polarização de ser uma série erótica.

Maite Perroni e Erik Heyser, que devo citar, são dois dos atores mais gentis e agradáveis ​​que tive de entrevistar, dão a conhecer seu ponto de vista sobre a percepção – errada ou não – que as pessoas têm para julgar o livro pela capa e não pelo conteúdo que oferece.

Não sou a única que defende ver além dessa excessiva “sensualidade” como explicado por vários meios de comunicação, Maite Perroni vê como algo “acima”: “Sinceramente, quem fica com aquela sensação de só sexo é que só viu os curtas, quem viu a série percebe que ela vai além, esses personagens entram em um caminho psicológico, ao romperem seus próprios limites para se proteger, vemos como cada personagem deixa a razão de lado. É um enredo muito bem planejado, é um contexto de suspense erótico, mas tem muito mais tópicos de conversa”.

Por sua vez, Eryk Heyser o vê mais como um thriller, principalmente do ponto de vista de seu personagem Esteban, “desde a concepção do meu personagem fui mais para o thriller, me parece que a grande fortuna de Oscuro Deseo é que tem um história fascinante, depois disso tem uma equipe maravilhosa, e acho que é por isso que o resultado final é extraordinário. Fico entusiasmado em saber que esta série abrirá as portas para que outros tipos de histórias sejam contadas, tanto na nossa televisão como no nosso cinema ”.

As questões que ambos os atores explicam são complexas e às vezes difíceis de ver, não só temos erotismo, há uma trama que mostra a dureza do feminicídio, das traições familiares e da busca pelo sucesso independentemente das consequências, algo que não somos nós alienígena e vemos no nosso dia a dia.

Na trama de Oscuro Deseo, vemos o caso muito especial de um homem ferido e ressentido, que sempre veio em segundo lugar,  você não se sentiu assim? Erik Heyser explica a psique de seu personagem a partir do caminho a seguir “Acho que não existem homens bons ou maus, estamos numa escala de cinza, meu personagem está cansado de estar sempre em segundo lugar, especialmente com um irmão como aquele que o interpretou – estrelado por Javier Poza – … por isso acho a única coisa que o Esteban precisava era de um abraço, sinceramente, para alguém dizer ‘ei, eu te amo, me importo com você’ ”.

Esse caráter forte por fora e desfeito por dentro, é algo que muitos homens sofrem em silêncio, os altos índices de suicídio masculino nos revelam isso e é alarmante. Por essa razão, Heyser nos dá um retrato dos sintomas da depressão e do ressentimento humano.

“Algo dentro de mim dizia ‘Vou fazer’, os capítulos chegaram e não consegui parar do começo ao fim, devorei aqueles primeiros episódios, e imediatamente entendi o que o personagem faria, ele é um personagem que definitivamente me chamou, e isso sim certamente não só transformou a minha vida, mas foi um desafio de todos os tipos”, expressou.

“É uma série que nos conecta com nossos instintos baixos, porque o ser humano não é preto nem branco, mas todas as camadas intermediárias. Eu também tive treinamento de artes marciais em diferentes processos na minha vida, estive em Los Angeles estudando métodos policiais, então esse personagem me permitiu trazer todos os conhecimentos adquiridos para poder treinar a polícia”.

Por sua vez, Perroni explica: “Oscuro Deseo é um roteiro que me motivou muito a fazer parte dele, principalmente pelos assuntos que trata da nossa sociedade e que é importante falar sobre eles e relatar tudo o que está acontecendo, também é um roteiro que está desencadeando outras tramas, acho que foi um projeto muito interessante. É também um gênero pouco explorado no México e na América Latina”.

OS FEMINÍCIOS E AS MULHERES DA SÉRIE

O tema importante da série são os feminicídios e os rótulos que as mulheres receberam ao longo da história por terem desejos sexuais ou mesmo desejos além do sexo. Com cenas que ofendem qualquer pessoa no século 21 por causa de suas frases e estigmas machistas, Oscuro Deseo leva ao extremo como qualquer série de ficção.

Para Perroni, que sofre com essas frases e cenas, explica que: “por um entendimento sem gênero, estamos em uma sociedade onde os homens são recompensados ​​por suas conquistas sexuais e as mulheres são rotuladas por sua vida sexual, não estamos falando de infidelidades, falo dos limites que se dão à mulher de não poder ter uma sexualidade livre, se ela não se casa virgem então não é uma mulher digna, se a mulher tem muitas relações sexuais é uma prostituta, se trai o marido também, Mas se o marido a trai, então ele é um chingón. Somos rotulados de uma forma muito injusta para o exercício da sexualidade, devo dizer que não estou falando sobre a relação extraconjugal, é uma opinião completamente diferente e não tem que ser assim”.

Por sua vez, Heyser revela que “é claro que discordo que as mulheres sejam rotuladas dessa forma, não deve haver separação entre homens e mulheres, todos somos livres para amar e sentir o que quisermos”.

Para encerrar nossa conversa, pergunto a Maite sobre as lições que sua personagem lhe deixou, além do desafio de fazê-lo. “A reflexão que resta para mim é o quão vulneráveis ​​nós, seres humanos, somos e como somos afetados por nossas ações e nosso ego nos faz agir de maneira errada, porque somos o que somos, podemos cair em engano e más ações. Meu personagem põe a razão de lado e cria conflitos sem fim”.

Oscuro Deseo continua nos primeiros lugares de popularidade no México e no mundo, assista à história e preste atenção na fotografia, nas performances e nas histórias por trás de cada um dos personagens e não apenas no sexo.

Créditos: Site MaiPerroni (Tradução e Adaptação) & Esquire (Fotos e Entrevista)

“Oscuro Deseo” além do erotismo nas séries mexicanas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *