Maite Perroni: “RBD é e sempre será uma parte importante da minha história”

Entrevistas Notícias RBD Séries

Maite Perroni ficou conhecida em toda a América Latina graças ao papel de Lupita Fernández na novela Rebelde, que deu lugar ao grupo musical RBD. Após a separação do grupo em 2008, a atriz e cantora mexicana já participou de diversos dramas e da série Oscuro Deseo da Netflix, onde interpreta Alma Solares, e El Juego de Las Llaves, do Amazon Prime Video, personificando Adriana Romero e que terá sua segunda temporada no próximo ano.

Como estão as gravações de The Game of Keys nesse novo normal que causou a pandemia?

Muito bom, tudo foi muito cuidadoso. Tanto os atores quanto toda a equipe de produção, staff, figurino, áudio, passamos por vários testes para saber que estávamos bem de saúde e assim correr o menor risco possível enquanto estivermos juntos. Já estamos filmando há cinco semanas e estamos felizes em continuar contando a história desses personagens que ainda têm muito a dizer.

Seu personagem em Oscuro Deseo causou polêmica por ser diferente de seus personagens anteriores, mas quais personagens você gostaria de interpretar neste estágio de sua carreira?

Sempre agradeço por ter a oportunidade de dar vida e forma a um personagem que é diferente de mim, mas que de alguma forma se conecta comigo ou me leva a explorar emoções diferentes daquelas que já interpretei em outros projetos. Por exemplo, Alma Solares é advogada e professora especializada em questões que têm a ver com mulheres; neste ponto, sou uma pessoa que gosta de apoiar esses tipos de questões. Na verdade, alguns meses atrás, entrei para a família Save the Children Mexico; aqui ajudamos crianças que sofrem alguma violência em casa ou que não têm recursos para frequentar a escola. Gosto de me envolver em causas como essa.

No sábado, 26 de dezembro,  se reúne com Anahí, Christian e Christopher, parte de seus colegas RBD, para oferecer um show virtual. O que essa reunião com seus companheiros de equipe e fãs significa para você?

Foi algo muito bom. Depois de muitos anos nos reencontramos em dezembro do ano passado e nos lembramos dos momentos que vivemos nas turnês, nas gravações de novelas. Rimos, choramos. Naquela época não falamos sobre um possível reencontro ou homenagem; A ideia surgiu depois graças ao apoio dos fãs às canções do RBD em plataformas digitais, uma questão que foi conquistada depois de muito tempo, era algo que não tinha nada a ver com a gente, era uma questão de licenças, nomes, autorizações. Estamos gostando de estar juntos novamente cantando aquelas músicas que tanto os fãs quanto nós gostamos, é um presente único. Além disso, cada um está contribuindo com ideias sobre o que fazer com cada música que estará na homenagem e estão sendo incríveis. Vai ser um dia mágico, um dia que tínhamos pendente conosco e com os fãs.

Depois do fenômeno RBD, como reage a fama e o sucesso? Você já temeu que a sombra do RBD não lhe permitisse desenvolver sua carreira artística?

RBD é e sempre será uma parte importante da minha história, tudo começou aí e nenhum dos seis mediu o que poderia acontecer. Sempre que me perguntam sobre o grupo me enche de muita saudade e bons momentos. Quando o grupo acabou, eu sabia que a partir daquele momento iria começar uma jornada sozinha. Na verdade, antes de o grupo acabar, eu já estava fazendo a novela Cuidado com o Anjo; Lembro que aqueles meses foram muito ocupados porque eu estava gravando e também alcançando meus colegas nos shows. Me sinto feliz e plena de poder continuar me dedicando ao que mais gosto, contando com o apoio dos meus fãs que têm sido um grande apoio na minha carreira.

Você se arrepende de alguma coisa em sua carreira artística?

Parecerá muito banal, mas não me arrependo de nada porque cada passo que se dá serve para aprender e crescer como pessoa e profissional; mesmo em situações difíceis você aprende. No final das contas, a vida é cheia de emoções.

Você é muito reservada com sua vida pessoal, mas além de sua carreira artística, quem é essa Maite por trás dos refletores, do brilho e dos fãs?

Sou uma mulher que luta para alcançar seus objetivos, para sair de sua zona de conforto e se redescobrir constantemente. Obviamente, tem coisas que não gosto em mim, mas estou trabalhando nisso, nesse aprendizado que é a vida onde se aprende com altos e baixos.

O México produziu grandes estrelas femininas: María Félix, Lucero, Angélica María, Thalía, Verónica Castro, entre outras. Você sente admiração por alguém em particular ou tem uma atriz que deseja seguir seu exemplo e legado?

Há muitas atrizes que admiro tanto pelo que representam quanto pelo que conquistaram. Não poderia citar apenas uma, porque o México tem muitas mulheres que ao longo dos anos conquistaram um lugar muito especial e importante, mulheres que, além de terem ganhado um prêmio, são um exemplo para as novas gerações acreditarem em seus sonhos e compreenderem. que não há obstáculos quando você trabalha com o coração por alguma coisa, mesmo que tenha que remar contra a corrente; No final das contas, vale a pena correr esse risco porque, quando olhar para trás e ver o caminho percorrido, você se sentirá bem consigo mesmo.

E por fim, como é a janela onde olha Maite Perroni?

Este tem sido um ano de muitos desafios e mudanças para todos, é importante olharmos hoje pela janela da realidade, para nos mantermos informados, mas sem cair na paranoia ou partilhar falsas informações. 2020 foi um ano que nos ensinou que a única coisa realmente importante é a saúde porque sem ela não poderíamos fazer mais coisas.

Créditos: Site MaiPerroni & DulceMRamosR (El Universal)

Camila Cabral

Uma menina/mulher um pouco com grandes sonhos, com amor imenso pela Maite. Uma de minhas paixões dedicar um pouco do meu tempo ao MaiPerroni.

http://www.maiperroni.org

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *